A modernidade é o agora, é o presente. Por isto, devemos entendê-la e extrair dela o melhor que pudermos para facilitar a vida, a rotina, os afazeres diários. E estudar como qualificar os espaços da casa com aquilo que se tem de melhor hoje, de modo a torná-los mais bonitos, harmoniosos e confortáveis. 

Confira, neste texto, algumas características dos grandes projetos de arquitetura desenvolvidos nos últimos tempos.

arquitetura-moderna
Parede de cimento queimado e iluminação de trilho de Sala de Estar de Carlos Rossi

O visual da arquitetura residencial moderna

Falando, especificamente, das volumetrias das arquiteturas modernas mais emblemáticas, nota-se um total desprendimento dos ornamentos desnecessários. Todo o elemento possui uma função. 

Nada é por acaso. Paredes não são apenas paredes, mas panos que avançam ou se dobram formando fechamentos, criando aberturas e fazendo sombreamentos de certas áreas.

Na contemporaneidade, as estruturas das casas e dos edifícios de apartamentos não são escondidas, mas reveladas para os observadores. 

Soluções complexas de engenharia são deixadas a mostra para serem admiradas. E elas, inclusive, podem assumir o papel de protagonistas, sendo o detalhe estético mais especial, que fará tal arquitetura se destacar das demais.

arquitetura-moderna
Fachada Moderna de Piscina de Jessica Carine Cunha

Outra coisa que se pode destacar das arquiteturas modernas, sobretudo das construções residenciais, é a questão da luz. 

A iluminação natural é bastante valorizada – assim como a conexão com a natureza, a integração interior e exterior – por isso, adotam-se muitas medidas estratégicas de projeto nesta linha. Tem-se, como exemplo, a criação de peles de vidro, de grandes janelas, de zenitais e de clarabóias.

arquitetura-moderna
Ambiente com decoração moderna e sofá cinza claro de Jardim de inverno de Revista Viva Decora

A distribuição do espaço

As plantas baixas das novas residências modernas é algo que também precisa ser citado neste texto. Agora, o desenho destes imóveis não parece tão compartimentado. Vários setores foram integrados. 

Deste modo, a circulação entre os ambientes parece acontecer de forma mais fluida. E também há um maior estímulo para a convivência, a união, e a troca de momentos especiais entre pessoas.

É comum ver, em novas residenciais, cozinhas integradas com salas, varandas e lavanderias; e quartos com home offices. 

Curiosamente, outras áreas surgiram para esconder aquele acúmulo de objetos necessários para o dia-a-dia, como é o caso dos closets. E o verde dos jardins parece ter se estendido não só para as coberturas, mas para dentro dos prédios – principalmente com a criação de jardins verticais.

arquitetura-moderna
Poltrona com tecido cinza e almofadas modernas de Suíte de CASA COR 2016

Materiais, cores e texturas

De fato, panos verdes é uma solução bastante explorada em projetos de arquitetura moderna – incluindo de residências. E, sim, em vários momentos as estruturas são deixadas a mostra, revelando até mesmo o seu material construtivo. 

Logo, vê-se bastante panos em concreto, tijolo ou outro material aparente e sem acabamento – o que fica muito bonito.

arquitetura-moderna
Sofá com tecido neutro e vaso moderno decorativo de Sala de Estar de Cosentino

Uma vantagem de tudo isto é que quanto mais superfícies puderem ficar ao natural, sem coberturas de tinta, por exemplo, menos cara será a obra. 

Assim, pode-se investir em outros detalhes especiais e de alta qualidade para o projeto. Uma alternativa é o rebaixo de forro com gesso, o que permite uma criação mais personalizada do sistema de iluminação da decoração dos ambientes.

arquitetura-moderna
Ambiente com decoração moderna e banco aveludado de Closet e Bancada de mármore branco com cuba esculpida de Lavabo de Espaço do Traço Arquitetura 

Em arquiteturas residenciais modernas também é comum ver grandes panos de vidro com esquadrias discretas. 

Paredes com detalhes cobertos com placas extensas de espelhos, mosaicos de pedras naturais ou faixas de ladrilhos em estilo retrô. Também painéis multifuncionais em madeira; tomadas e ralos ocultos; e  luminárias direcionáveis e com a possibilidades de regulagem.

Quanto às cores, em interiores de residências modernas, dá-se muita preferência para a neutralidade como pano de fundo. Os tons mais intensos e vívidos ficaria, portanto, para os detalhes da decoração – como cortinas, almofadas, tapetes, quadros e mais. 

As texturas e os desgastes naturais dos materiais são valorizados – como é o caso do cobre e da madeira de demolição. Mas isto pode ser mesclado com itens fabricados, de acabamento mais polido, como o inox e o plástico.

arquitetura-moderna
Cabeceira de madeira cinza e criado mudo espelhado de Quarto de casal de Aquiles Nicolas Kílaris

Os móveis na arquitetura moderna

É importante dizer que, na contemporaneidade, é tendência misturar o ‘novo’ com o ‘velho’. Que num mesmo ambiente podem-se utilizar itens de materiais, cores e texturas, além de estilos e épocas diferentes. 

Então, é considerado moderno um ambiente de visual high tech, com elementos extremamente tecnológicos, lembrando cenários futuristas. E ambientes com visual retrô, com peças herdadas e feitas à mão.

arquitetura-moderna
Adega de madeira com vegetação e parede preta de Armário de Cozinha de Revista Viva Decora
arquitetura-moderna
Sala de jantar com revestimento de madeira e Mosai de Sala de Jantar de Elmor Arquitetura

O diferencial dos ambientes de residências modernos de alto padrão é a qualidade. A resistência e a durabilidade dos móveis são primordiais. 

Preza-se demais pela otimização dos espaços; sendo assim, o design da maioria das peças nos interiores de casa é multifuncional. A ideia é permitir o desenvolvimento do maior número de atividades num mesmo local – e com o máximo de conforto.

arquitetura-moderna
Ambiente com decoração moderna e bancada preta de Sala de banho de Casacor Brasília 17 

Para economizar área de planta, os armários ganharam a opção de portas de correr. Não há mais necessidade de puxadores. 

As camas perderam a sua estrutura tradicional – no lugar, utiliza-se cama box com baú e, quando preciso, cabeceiras fixadas às paredes. Os sofás apresentam partes reclináveis ou extensíveis. E puffs, banquetas e mesinhas são, mais do que nunca, elementos coringas.

Então, o que diz da arquitetura moderna? Você gostaria de ter uma residência nestes padrões? Inspire-se nas imagens e comece seu próprio projeto!Essas dicas de projetos de arquitetura moderna foram criadas pela equipe Viva Decora.