Estresse, carga de trabalho alta, resistência física ao extremo: todos esses são fatores enfrentados pelos trabalhadores dentro dos canteiros de obra espalhados por todo o Brasil.

Enquanto alguns lidam bem com isso, outros acabam procurando subterfúgios para conviver com a situação, sendo uma das saídas mais recorrentes a bebida. 

O alcoolismo em canteiros de obra é um problema de saúde pública e precisa receber a atenção devida, já que tem impacto em uma séria de fatores que afetam tanto o empregado quanto o empregador. Apesar disso, o assunto ainda é muito negligenciado na construção civil. 

Por isso, preparamos neste texto um diagnóstico do problema para que você ganhe conhecimento e se prepare para lidar com ele, caso aconteça nos cenários em que atua. 

O que é o alcoolismo?  

O alcoolismo é uma doença sem cura (porém controlável), que torna o consumo do álcool uma dependência para a pessoa.

Isso acontece em decorrência de uma série de fatores, muitos deles de fundo psicológico, mas que também podem ter a ver com o tipo de situação a que a pessoa está exposta, como os ambientes estressantes da construção civil. 

Quais os problemas relacionados ao alcoolismo em canteiros de obra?

O uso do álcool tem efeitos que nada combinam com um ambiente de risco como um canteiro de obras. Uma pequena dose de bebida pode ser suficiente para que o trabalhador não tenha atenção total no que está fazendo e acabe causando um acidente, machucando a si ou aos colegas. 

Em doses mais constantes, o álcool pode alterar o equilíbrio, o movimento e a visão do trabalhador, o que são questões sérias de segurança para o nosso meio.

Além disso, esse consumo afeta diretamente a produtividade, deixando o trabalhador mais lento que o normal, o que atrapalha (e muito) a cadência da construção, aspecto fundamental para que a entrega seja cumprida no prazo acertado

Banner-cronograma

Como perceber que esse problema está acontecendo? 

Para você, que trabalha diretamente com essas pessoas, é fácil perceber que está acontecendo algum tipo de problema. O uso contínuo do álcool traz uma série de consequências para a vida do trabalhador, algumas das mais notáveis são:

  • baixa produtividade e/ou muita lentidão para execução das tarefas;

  • acidentes de trabalho frequentes;

  • queda de produção ou qualidade;

  • aumento no número de faltas;

  • saídas mais frequentes durante o horário de trabalho;

  • mentiras constantes;

  • pouca preocupação com a higiene pessoal;

  • negação do uso de bebidas, caso abordado;

  • constante alteração de humor;

  • tremores nas mãos.

Como lidar com o alcoolismo nos canteiros de obra? 

O melhor caminho é conscientizar os trabalhadores de que o alcoolismo é uma doença séria, mostrando todas as consequências que ele pode ter na vida. Por meio de programas de prevenção coletivo, é possível que eles tenham espaço para expor seus problemas e entendam como encontrar uma saída para suas dificuldades. 

É importante que se sintam confiantes em partilhar a situação com a empresa, sem o medo da demissão. 

Agora conte para a gente: você já enfrentou alguma situação de alcoolismo nos canteiros de obra onde atua? Como percebeu que o problema existia? Como lidou com essa situação? Partilhe a sua experiência nos comentários!