A gestão de projetos é tarefa complexa, que envolve atividades e técnicas que devem ser aprimoradas frequentemente. Por ser a figura central do processo, o gestor de obras é responsável por garantir, entre outras coisas, que cada uma das etapas da obra seja cumprida conforme o planejado. Por isso, existem algumas características indispensáveis para o gestor, que vão assegurar que todas as partes do processo estejam alinhadas e garantir um resultado bem-sucedido.

Confira a seguir as 7 características que todo gestor de obras deve ter!

1. Organização

O gestor da obra é quem vai garantir que ela aconteça como planejado, desde o orçamento preliminar até o cumprimento do cronograma de trabalho. E para que essa função seja cumprida, organização é essencial.

Ter consciência sobre o que cada profissional da obra está fazendo no momento, estar atento aos prazos, comunicar o cliente frequentemente sobre os avanços do projeto, tudo isso faz parte da rotina de um gestor organizado, e é fundamental para garantir que a execução saia conforme o planejado.

2. Visão sistêmica

A visão sistêmica é, objetivamente, a compreensão global do projeto e todas as partes que o envolvem. Em uma obra, isso significa conhecer intimamente o seu projeto arquitetônico e também as suas limitações, além de estar ciente do papel de cada profissional no projeto e como se relacionam as funções desses profissionais.

A compreensão de todas as etapas de uma obra não só permite que o gestor esteja ciente do escopo de trabalho de cada uma delas, mas também possibilita uma maior agilidade na hora de buscar soluções para possíveis contratempos que venham a ocorrer durante a obra, independentemente da etapa ou profissional envolvido.

3. Manter-se atualizado

Ainda que o gestor não participe de forma prática de etapas arquitetônicas, hidráulicas ou elétricas da obra, é fundamental que ele tenha conhecimentos suficientes sobre cada um desses aspectos para definir as diferentes etapas do projeto.

Na fase de planejamento da obra por exemplo, o gestor é responsável por determinar todas as atividades necessárias para a execução do projeto, bem como estimar o tempo necessário para negociação e compra de materiais, e o período de atuação dos profissionais contratados com base nas funções atribuídas a cada um. Para que tudo isso seja considerado, é indispensável o conhecimento sobre os processos elétricos, hidráulicos e arquitetônicos que farão parte daquela construção.

Além de conhecer de forma aprofundada cada uma das etapas da obra, o gestor pode usar essas informações para analisar o desempenho dos profissionais que ele contratou, e avaliar se eles são boas adições para a equipe em próximos projetos ou se ajustes são necessários na sua rotina de trabalho.

4. Comunicação

Para qualquer tipo de trabalho desenvolvido em equipe, a comunicação é a chave para que todos os envolvidos trabalhem de forma alinhada. Em uma obra, isso não é diferente. Um gestor que sabe se comunicar de forma adequada e constante com os profissionais que fazem parte da obra torna os seus processos mais dinâmicos e têm uma consciência mais clara sobre cada um deles.  

A boa comunicação com o cliente é também crucial para uma boa gestão de obra, já que durante todo o processo o profissional lida com o alinhamento das expectativas do cliente com a realidade a respeito do orçamento e prazo estipulados para a construção. A forma como o gestor irá se comunicar é a essência para que o diálogo entre contratante e contratado seja claro e transparente.

5. Competência de negociação

Negociar é uma parte importante de qualquer projeto ligado à construção civil. A negociação de materiais, custos e prazos pode encurtar o orçamento, facilitar o trabalho dos arquitetos, pedreiros, eletricistas, encanadores e outros profissionais envolvidos, e adequar determinados aspectos da obra ao projeto arquitetônico.

A negociação deve ser considerada no planejamento e estar alinhada ao tempo de execução das etapas da obra, já que a pesquisa de preços e fornecedores é tarefa complicada e que exige dedicação total do profissional.

6. Liderança

Um bom relacionamento com a equipe é fundamental para gestores de qualquer tipo de projeto. Para uma obra, isso pode significar maior dinamismo nas etapas que envolvem diferentes tipos de profissionais, o que é sempre benéfico para o cumprimento dos prazos.

Uma equipe motivada e com todos os seus integrantes na mesma página torna a execução do planejamento mais tangível, além de estimular a troca de informações entre os próprios profissionais e o gerente da obra. A presença do gestor no canteiro de obras, por exemplo, é super importante para que haja esse contato, assim como a sua disponibilidade para auxiliar os outros profissionais em eventuais problemas.

7. Análise de Resultados

É extremamente importante que o gestor de obras saiba não só ter uma visão analítica das etapas do processo enquanto ele acontece, mas também saiba analisar os resultados após a entrega da obra.

O projeto foi finalizado conforme o planejado? Quais imprevistos poderiam ter sido evitados? Quais são os pontos positivos e negativos da equipe contratada? O que pode ser incluído no planejamento de um próximo projeto e o que precisa ser repensado? Essas são questões fundamentais para a análise de um projeto finalizado, e farão uma enorme diferença no momento de começar um novo planejamento.

A boa notícia é que existem soluções tecnológicas hoje em dia capazes de auxiliar o profissional na sua capacidade de organização, comunicação e controle de todas as variáveis envolvidas no processo de gestão. O uso de softwares de gestão online permite o planejamento detalhado das etapas do projeto, bem como ajuda na organização de documentos e atualização do orçamento de obra em tempo real. Nesse sentido, podem ser muito úteis para ajudar a desenvolver habilidades  citadas anteriormente. 

Além disso, o gestor ainda pode contar com ferramentas de controle financeiro da obra, que possibilitam o acompanhamento dos valores reais da obra em comparação ao orçamento planejado no início, garantindo que você não ultrapasse os limites estipulados pelo cliente no inicio do projeto.

Outro benefício relacionado ao uso de ferramentas tecnológicas é a possibilidade de manter um histórico de execução da obra, com registros sobre alterações no projeto e acontecimentos do dia-a-dia no canteiro de obra. Isso permite que o profissional tenha maior clareza acerca dos gargalos que foram encontrados durante o processo, o que ajuda no planejamento de obras futuras. 

Ainda não possui uma solução tecnológica?  O Veja Obra é o software de gestão completo, que te auxilia desde o planejamento até a execução do projeto. Visite o no nosso site e garanta 30 dias para testá-lo gratuitamente.