consultoria-de-projeto consultoria-de-projeto

O Guia Definitivo Da Consultorias De Projeto Para Arquitetos e Designers

5 minutos para ler

O seu projeto arquitetônico não precisa ser a sua única fonte de receita! Aliás, é até recomendado que não seja…Os serviços mais simples, como as consultorias de projeto, gastam menos tempo da sua equipe e podem ser muito vantajosos quando feitos em alto volume.

Um projeto tem um nível de detalhamento maior, e por isso consome mais do seu tempo. Consequentemente, pode-se cobrar mais caro! Mas será que é uma boa ideia depender unicamente desse tipo de serviço?

Apesar de serem fundamentais para a estabilidade do seu negócio, nem sempre serão a opção mais lucrativa. Veja por exemplo o que aconteceu com o mercado durante a pandemia do Covid-19.

A crise diminuiu o poder de compra das pessoas, e ao mesmo tempo, escancarou as mudanças que eram necessárias dentro dos nossos lares. 

Nesse cenário, aqueles profissionais que contavam com serviços de ticket médio mais baixo, como as consultorias de projeto, enxergaram uma oportunidade de lucrar mesmo em meio a uma crise mundial.

No artigo de hoje nós separamos tudo o que você precisa saber sobre as consultorias de projeto, e como você pode começar a estruturar esse serviço hoje mesmo!

Por que investir nas consultorias de projeto

As consultorias de projeto é uma forma de você conseguir democratizar o seu serviço, tornando-o acessível e funcional ao seu cliente. Esse tipo de serviço é a forma mais simples, rápida, e barata de você oferecer os seus serviços!

Já parou para pensar quantas pessoas gostariam de contar com a ajuda de um profissional qualificado, mas não podem te contratar? 

É justamente por isso que trabalhar produtos com ticket médio mais baixo no seu escritório de arquitetura é uma das melhores formas de tornar o seu serviço acessível, e claro, de garantir o lucro ao final de cada mês! 

A consultoria de projeto é para todos?

A consultoria de projetos é sim um serviço para todos. No entanto, vale lembrar que o que irá determinar o tipo de serviço que você irá oferecer, é a necessidade do cliente ou do ambiente a ser trabalhado. 

Como é um serviço que envolve um nível de detalhamento e envolvimento do profissional menor do que um projeto arquitetônico completo, as consultorias de projeto funcionam muito bem para clientes que gostam de se envolver em cada etapa do projeto, que possuem orçamento reduzido, ou que possuem ambientes que precisam de apenas alguns ajustes.

O que entregar em uma consultoria de projeto?

Como dissemos anteriormente, a grande diferença entre a consultoria e o projeto é o nível de detalhamento do material que será entregue. Em geral, estamos falando de moodboard, projeto 3D, lista de compras com indicação de fornecedores, e orçamento para execução.

No entanto, para se proteger de qualquer situação incômoda, é importante lembrar a importância de acertar todos os serviços que serão prestados para o seu cliente em um contrato de reforma. Essa ferramenta jurídica é fundamental para proteger tanto o contratante como o contratado, e por isso é obrigatória!

Sendo assim, a sua consultoria de projeto deve entregar, minimamente, os seguintes serviços: medição, desenvolvimento do projeto e entrega. O nível de detalhamento e a forma como essas atividades serão executadas, deverão ser discriminadas para o seu cliente no contrato. 

Por exemplo, pode ser que o seu cliente acredite que você também ficará responsável pelo acompanhamento e gerenciamento de obras. Se esse serviço não está incluso no seu pacote de consultoria, então é preciso deixar bem claro para o seu cliente. Lembre-se: o combinado não sai caro! 

Uma boa dica aqui é listar todos os serviços que você oferece e montar pacotes de serviço – que podem ir do mais básico ao mais completo. Isso ajuda o seu cliente a encaixar o seu serviço no orçamento dele. 

Quanto devo cobrar pela consultoria? 

Essa é uma das dúvidas mais comuns entre os profissionais do mercado hoje! E a grande verdade é que, qualquer erro na hora de definir o preço dos seus serviços, pode acabar comprometendo a lucratividade do seu escritório

Se você não tem ideia de quanto cobrar, uma boa dica é considerar um salário médio de um arquiteto, e dividi-lo por dias do mês e horas do dia – assim você sabe qual o valor da sua diária e da sua hora. Em seguida, basta calcular o tempo que leva para realizar o serviço.

Não esqueça que, para que esse cálculo seja o mais assertivo possível, é preciso contemplar também os seus custos diretos e indiretos e claro, o lucro desejado, assim você garante que não está pagando para trabalhar. 

Para você usar como base: 

  • 6 salários mínimos se trabalharem 6 horas por dia (R$ 6.270,00 em 2020);
  • 7,25 salários mínimos se trabalharem 7 horas por dia (R$ 7.576,25 em 2020);
  • 8,25 salários mínimos se trabalharem 7 horas por dia (R$ 8.882,50 em 2020);

Conclusão 

Se você chegou até aqui, então já percebeu que diversificar o seu portfólio de produtos é fundamental para que você seja capaz de aumentar o lucro da sua empresa.

Além de serem mais rápidas de serem executadas, as consultorias de projeto tomam menos do seu tempo, e assim você ganha escala. Ou seja, consegue atender a mais clientes ao mesmo tempo. 

Da mesma forma, são uma forma de eliminar barreiras geográficas (pois podem ser realizadas no âmbito online) e, principalmente, de tornar o seu serviço mais acessível. 

Quer uma forma prática e efetiva de controlar as finanças do seu escritório? Acesse o VEJA OBRA para testar as nossas ferramentas grátis e na íntegra. 

Posts relacionados

Deixe um comentário