Sabemos que na arquitetura é muito comum o uso de termos técnicos para explicar as atividades que serão executadas, o escopo do trabalho para um cliente ou para um prestador de serviço contratado, entre outros. O problema é que nem sempre esses termos estão claros para os colaboradores de projeto, o que pode acabar resultando em ruídos de comunicação.

No artigo de hoje separamos alguns dos termos técnicos mais comuns da arquitetura, dentro e fora do canteiro de obras, tudo de acordo com a Resolução CAU/BR nº 21 de 2012 e nº 51 de 2013. Confira aqui o nosso glossário de arquitetura:

Acompanhamento de obra ou serviço técnico

Atividade exercida por profissional ou empresa de arquitetura e urbanismo com o intuito de verificar a implementação do projeto de obra, visando assegurar que sua execução está obedecendo fielmente às definições e especificações técnicas nele contidas.

Análise de projeto 

Atividade que consiste em verificar de forma minuciosa a conformidade de um projeto – seja ele arquitetônico, urbanístico ou paisagístico – em relação às leis nele aplicáveis, tendo em vista sua aprovação e a obtenção de licenças necessárias para a execução da obra ou de qualquer outro serviço técnico necessário.

Arquitetura de interiores 

Campo de atuação profissional da Arquitetura e Urbanismo que consiste na intervenção em ambientes internos ou externos de edificação, definindo a forma de uso do espaço em função de acabamentos, mobiliário e equipamentos, além das interfaces com o espaço construído – mantendo ou não a concepção arquitetônica original –, para adequação às novas necessidades de utilização. Esta intervenção se dá no âmbito espacial; estrutural; das instalações; do condicionamento térmico, acústico e lumínico; da comunicação visual; dos materiais, texturas e cores; e do mobiliário;

Arquitetura paisagística 

Campo de atuação profissional da Arquitetura e Urbanismo que envolve atividades técnicas relacionadas à concepção e execução de projetos para espaços externos, livres e abertos, privados ou públicos, como parques e praças, considerados isoladamente ou em sistemas, dentro de várias escalas, inclusive a territorial;

Assessoria 

Atividade que envolve a prestação de serviços por profissional que detém conhecimento especializado em determinado campo profissional, visando ao auxílio técnico para a elaboração de projeto ou execução de obra ou serviço.

Atividade 

Ação ou função específica facultada a um profissional, quando em atuação em sua área de formação, que o possibilita a fazer ou empreender coisas relacionadas à sua profissão;

Benefícios e Despesas Indiretas (BDI)

Em um orçamento, dois componentes determinam o preço final do serviço: os custos diretos (mão de obra, insumos, equipamentos, etc) e os indiretos (administração, despesas legais, lucro da atividade, etc). O BDI é a soma dessas duas variáveis.

Caderno de especificações 

Instrumento que estabelece as condições de execução e o padrão de acabamento para cada tipo de obra ou serviço técnico, indicando os materiais especificados e os locais de sua aplicação e obedecendo à legislação pertinente, podendo ser parte integrante do caderno de encargos;

Consultoria 

Atividade de prestação de serviços de aconselhamento, mediante exame de questões específicas, e elaboração de parecer ou trabalho técnico pertinente, devidamente fundamentado. Nós do VEJA OBRA somos especialistas em obra, e queremos te ajudar! Por isso,  se cadastrando no VEJA OBRA agora, você ganha uma consultoria gratuita! Não perca tempo, os primeiros 30 dias são grátis! 

Controle de qualidade

Atividade de fiscalização sobre o processo produtivo de um projeto, visando garantir a obediência das normas e padrões previamente estabelecidos.

Custo da obra 

Custo de projeto somado ao custo de execução.

Custo de projeto 

Despesas de projeto acrescidas do lucro e dos direitos autorais (de projeto).

Custo de execução

Despesas de execução acrescidas do lucro e dos direitos autorais (de execução).

Custo Unitário Básico (CUB) 

É o custo direto de construção por m² de um determinado padrão de imóvel definido parâmetros da Lei nº 4.591/64 e da Norma NBR 12.721/93. Seu objetivo básico é disciplinar o mercado de incorporação imobiliária, servindo como parâmetro na determinação dos custos do setor da construção civil. O valor do CUB é calculado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (SINDUSCON) de cada Estado, podendo ser encontrado nos sítios dos Sinduscons estaduais na internet ou ainda no site www.cub.org.br, que lista os valores de diversos estados. Como cada estado brasileiro calcula e atualiza mensalmente o seu CUB, o presente Documento utiliza esse parâmetro como elemento de indexação e regionalização do cálculo dos valores dos projetos e serviços aqui indicados.

Despesas de projeto

 Despesas, diretas e indiretas, de material, mão de obra e outras, necessárias à prestação dos serviços do projeto.

Despesas de execução 

Despesas, diretas e indiretas de material, mão-de-obra e outras, necessárias à execução da obra.

Direção de obra ou serviço técnico 

Atividade técnica que consiste em determinar, comandar e essencialmente decidir com vistas à consecução de obra ou serviço, definindo uma orientação ou diretriz a ser seguida durante a sua execução por terceiros;

Elaboração de orçamento

Atividade realizada na fase de planejamento e que envolve o levantamento do custo de todos os elementos inerentes à execução de um empreendimento, de forma sintetizada. Quer conhecer as melhores práticas para a elaboração de um Orçamento de Obras? Então baixe aqui o nosso Guia Gratuito. 

Encargos sociais (ES) 

São os custos indiretos incidentes sobre a mão de obra empregada no processo de elaboração de projetos.

Equipamento 

Instrumento, máquina ou conjunto de dispositivos operacionais, necessário para a execução de atividade ou operação determinada.

Equipamento de Proteção Individual (EPI)

Pode ser um dispositivo ou produto de uso individual, que é destinado à proteção contra riscos capazes de ameaçar a segurança e a saúde do trabalhador.

Estudo de Impacto Ambiental (EIA)

É o estudo realizado para licenciamento de atividades que, direta ou indiretamente, afetam o meio ambiente ou que são potencialmente poluidoras. Este estudo deverá incluir, no mínimo, o diagnóstico ambiental da área de influência do projeto, a análise dos impactos ambientais previstos e de suas alternativas, a definição de medidas mitigadoras e a elaboração de um programa de acompanhamento e monitoramento desses impactos. Já o RIMA é o relatório correspondente, que deverá ser feito após a implantação do empreendimento

Estudo de viabilidade econômico-financeira

Análise técnica e econômico-financeira de um empreendimento arquitetônico, urbanístico ou paisagístico para fins de subsidiar planos estudos e projetos da mesma natureza;

Execução de obra, serviço ou instalação

Atividade em que o profissional, por conta própria ou a serviço de terceiros, realiza trabalho técnico ou científico visando à materialização do que é previsto nos projetos de uma obra, serviço ou instalação. 

Execução de desenho técnico

Atividade que implica a representação gráfica por meio de linhas, pontos e manchas, com objetivo técnico.

Gestão 

Conjunto de atividades que englobam o gerenciamento da concepção, elaboração, projeto, execução, avaliação, implementação, aperfeiçoamento e manutenção de bens e serviços e de seus processos de obtenção. Para te ajudar nessa difícil tarefa, você pode contar com tecnologias como o VEJA OBRA. Cadastre-se agora para usar 30 dias grátis! 

Gerenciamento de obra ou serviço técnico

Atividade que consiste no controle dos aspectos técnicos e econômicos do desenvolvimento de uma obra ou serviço técnico, envolvendo a administração dos contratos e incluindo um rigoroso controle do cronograma físico-financeiro estabelecido;

Honorários 

Remuneração devida pelo cliente ao arquiteto, em contrapartida por serviços prestados, incluindo os direitos autorais respectivos, tanto no caso de projetos quanto no de execução de obras.

Memorial descritivo

Peça ou documento que consiste na discriminação das atividades técnicas, das especificações e dos métodos construtivos a serem empregados na execução de determinada obra ou serviço técnico, em conformidade com o projeto;

Mensuração 

Atividade que envolve a apuração de aspectos quantitativos de determinado fenômeno, produto, obra ou serviço técnico, num determinado período de tempo.

Monitoramento 

Atividade técnica que consiste em acompanhar, verificar e avaliar a obediência às condições previamente estabelecidas para a perfeita execução ou operação de obra ou serviço técnico;

Montagem 

Operação que consiste na reunião de componentes, peças, partes ou produtos, que resulte em dispositivo, produto ou unidade autônoma que venha a tornar-se operacional, preenchendo a sua função.

Obra 

Resultado da execução ou operacionalização de projeto ou planejamento elaborado visando à consecução de determinados objetivos.

Planejamento 

Atividade técnica que, através de formulação sistematizada e contínua e com base em decisões articuladas e integradas, consiste na determinação de um conjunto de procedimentos a serem adotados com vistas a alcançar determinado fim, expressando seus objetivos e metas e explicitando os meios disponíveis ou necessários para alcançá-los, num dado prazo;

Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS)

Instrumento técnico que busca minimizar a geração de resíduos na fonte, adequar a segregação na origem, controlar e reduzir riscos ao meio ambiente e assegurar o correto manuseio e disposição final, em conformidade com a legislação vigente;

Projeto arquitetônico 

Atividade técnica de criação, pela qual é concebida uma obra de arquitetura;

E você, tem alguma palavra que gostaria de adicionar ao nosso glossário de arquitetura? Comente aqui pra gente!