impressoras-3D impressoras-3D

Impressoras 3D: Como Essa Nova Tendência Impacta o Mercado

5 minutos para ler

Já imaginou conseguir imprimir o apartamento dos seus sonhos por meio de impressoras 3D? É essa a grande promessa da Mighty Buildings, startup de tecnologia de construção e da Palari, empresa de desenvolvimento imobiliário sustentável. 

Em Março de 2021, as duas empresas em parceria anunciaram a construção do primeiro bairro residencial do mundo construído 100% por impressoras 3D. Essa comunidade será erguida na cidade de Rancho Mirage, no sul da Califórnia, e vai contar com um total de 15 imóveis de 134 metros quadrados cada um.

O novo empreendimento terá arquitetura pra lá de moderna, e ainda conta com imóveis de dois ou três quartos, um ou dois banheiros, e até piscina. Ainda existe a opção de adquirir uma área externa junto ao imóvel por um valor adicional, que inclui banheira de hidromassagem, fogueira e chuveiro ao ar livre. 

Parece até coisa de filme de ficção científica, né? Mas é só o futuro, e ele está cada vez mais perto! Por isso, no artigo de hoje falaremos sobre essa tendência crescente na construção civil: o uso das impressoras 3D no canteiro de obras! 

O que é a impressão 3D? 

De forma bem simplificada, o processo de impressão 3D é o processo de criação de um objeto físico tridimensional camada por camada, a partir da projeção digital deste mesmo objeto. Ou seja, é como mandar imprimir um trabalho da época de faculdade! 

A grande e fundamental diferença é que a impressão desse objeto ocorre por meio do depósito de diversas camadas de determinado material sobre uma base específica.

Hoje em dia existem diversas tecnologias utilizadas no processo de realizar a impressão tridimensional, mas o importante é saber que todas elas possuem dois princípios básicos: a manipulação do objeto ainda em sua forma digital e a capacidade de compor novas formas por meio da adição de materiais. 

Por que as impressoras 3D se tornaram uma tendência

Pode ser difícil entender como o conceito da impressão 3D pode ser aplicado na construção civil. Mas a verdade é que o uso das impressoras 3D têm se tornado cada vez mais relevantes – e não à toa! 

A seguir você confere as maiores vantagens: 

Eficiência

Uma das grandes vantagens das impressoras 3D é a possibilidade de criar peças específicas para uma edificação e, no caso das empresas Mighty Building e Palari, até construções inteiras.

Além disso, o uso das impressoras 3D permite a automatização de até 80% dos processos de obra. Isso significa que, com a expansão do seu uso, será possível imprimir em larga escala edificações inteiras!

Redução dos custos da obra

Uma obra com processos construtivos mais eficientes, certamente resulta em uma obra com menos custos. Estudos comprovam que o uso da tecnologia das impressoras 3D é capaz de diminuir em até 95% o número de horas de trabalho, o que contribui para a menor necessidade de mão de obra no canteiro. Tudo isso tem impacto direto nos custos e nos prazos da obra!

Diminuição do desperdício

Outro ponto importante a ser levantado é a questão da sustentabilidade. Como o processo de impressão 3D utiliza os materiais em sua totalidade, contribui para a redução do desperdício médio no canteiro de obras em até 10x, e também evita o descarte inadequado dos materiais.

Sendo assim, o uso de impressão 3D promove uma construção mais sustentável.  

Impressão 3D na construção civil

Até aqui você já entendeu que a tecnologia empregada nas impressoras 3D pode trazer inúmeras vantagens para a construção, como o aumento da eficiência, a redução de custos e a diminuição dos prazos e desperdícios. Por fim, mas certamente não menos importante, contribuem para construções sustentáveis

No entanto, vale ressaltar que a utilização de impressoras 3D na construção civil é algo que caminha de forma cautelosa, ainda que a expectativa seja a de que o seu uso será ampliado cada vez mais. 

No Brasil, por exemplo, o uso dessa tecnologia ainda é bem limitado, sendo utilizada apenas para a prototipagem. Ou seja, associado ao uso da tecnologia BIM, na qual é possível criar um ou mais modelos virtuais de uma construção. 

A grande vantagem de contar com esses protótipos em escala reduzida é que eles servem como modelos extremamente semelhantes à realidade, e por isso são um ótimo material de apoio durante a execução da obra. 

Por fim, a modernização da construção civil têm influenciado o gerenciamento de projetos e obras, fazendo com que novos processos sejam criados para facilitar o alcance de maior produtividade com menor custo.

Ainda não utiliza um software para te ajudar no planejamento e controle das suas obras? Acesse agora o VEJA OBRA e cadastre-se para testar grátis por 14 dias! 



Posts relacionados

Deixe um comentário