movimento-DIY movimento-DIY

Como o Movimento DIY Está Impactando a Construção Civil

5 minutos para ler

Você já ouviu falar no movimento DIY? Esse novo conceito tornou-se um estilo de vida para muitos, pois permite que as pessoas realizem reformas em seus imóveis de forma simples e descomplicada. 

O movimento tomou conta especialmente de moradores de casas e apartamentos, que passaram a realizar as suas pequenas reformas e mudanças de ambiente de forma autônoma. 

Com os avanços tecnológicos, há muito a se falar sobre as novas tendências que estão surgindo no mercado e revolucionando diversos setores e empresas ao redor do mundo. 

Pensando nisso, criamos esse conteúdo para te mostrar os impactos do movimento DIY na construção civil, além de detalhar um pouco mais sobre o conceito e te mostrar as vantagens e desvantagens do DIY.

Quer saber mais sobre tudo isso? Então continue nos acompanhando e não deixe de nos seguir nos próximos conteúdos sobre o assunto. 

O que é DIY

Antes de tudo, é importante sabermos sobre o que se trata o DIY. Ao “pé da letra”, o termo DIY significa “Do it Yourself”, que pode ser traduzido claramente como “faça você mesmo”. 

Esse movimento também se tornou um estilo de vida para muitas pessoas que querem criar seus próprios produtos, móveis, brinquedos, cremes e equipamentos no geral.

Em outras palavras, o movimento DIY defende a ideia de que uma pessoa pode fazer qualquer coisa projetada sem a necessidade de contar com o auxílio de um profissional ou empresa. 

Como o movimento DIY é aplicado?

Por ser um conceito ainda recente, o DIY ainda causa muita dúvida nas pessoas. Afinal, como é possível fabricar uma resina epóxi, por exemplo, sem auxílio de máquinas e equipamentos, ou de outras pessoas?

Bom, mesmo que o DIY tenha surgido como a ideia de fazer com que as pessoas fossem capazes de produzir o que usassem ou consumissem, ainda podemos dizer que esse conceito só pode ser aplicadas a coisas simples.

Ou seja, o DIY é mais utilizado para procedimentos simples como por exemplo a produção de capas de almofadas para decorar um sofá ou a criação de paredes geométricas em ambientes. Todas essas são formas de reformar sem gastar muito, o que motiva muitas pessoas a aderirem o movimento DIY. 

No entanto, muitas pessoas começaram a levar isso ao extremo. É comum ver tutoriais na internet ensinando a fazer procedimentos complicados e perigosos sem nenhuma estrutura, cuidado ou uso de algum tipo de equipamento de proteção individual.

E o pior, na grande maioria das vezes as pessoas responsáveis por ensinar as práticas do DIY não possuem uma qualificação profissional ou se quer a experiência necessária para ensinar com segurança as pessoas. Isso pode resultar em acidentes diversos por falta de conscientização das atividade.

DIY nas plataformas digitais

Assim como em outros movimentos, as plataformas digitais tiveram papel fundamental na disseminação do movimento DIY. Afinal, a conectividade permite que conteúdos viralizem de forma quase que instantânea. 

Algumas plataformas são mais conhecidas do que outras por fornecerem conteúdos relacionados ao DIY, como o Pinterest e o Youtube.

Nessas plataformas é muito fácil encontrar passo a passo ou vídeos tutoriais para que as pessoas possam realizar todo tipo de processo, como customizar paredes com etiquetas personalizadas, ou transformar e reciclar objetos e móveis.

Para as empresas de construção civil, isso não apenas representa um risco às pessoas, como também pode ser considerado uma desvantagem competitiva, já que uma parcela das pessoas deixa de contratar os serviços e produtos oferecidos por essas empresas.  

Por outro lado, o súbito interesse em realizar as atividades por si só representa uma oportunidade para as empresas criarem conteúdos relevantes de qualidade relacionados ao produto principal delas. Por exemplo, um fornecedor de móveis pode criar um vídeo mostrando como é possível transformar pallets em um pequeno deck externo. 

Essa é uma forma da empresa se conectar com o seu público-alvo, ao mesmo tempo em que cria autoridade e notoriedade no mercado.

Procure novas oportunidades e se destaque

Ao longo desse post, foi possível entender como o DIY está influenciando muitas pessoas a mudarem seus estilos de vida.

Porém, se você é uma empresa e está inserida no ramo de construção civil, não deixe isso ser um obstáculo! Afinal, existem diversas oportunidades para os negócios desse segmento.

Faça workshops, eventos, invista em influenciadores digitais e analise todas as estratégias para se destacar no universo DIY e alcançar mais clientes.

Toda mudança externa pode ser uma nova oportunidade para uma empresa que quer se desenvolver no mercado!

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

 

Posts relacionados

Deixe um comentário