Considere esse cenário: você mora no mesmo lugar há 7 anos, e não aguenta mais a disposição do espaço, as cores das paredes, os móveis utilizados, e etc. É comum enjoarmos dos ambientes depois de longos períodos, e a simples menção de uma reforma já causa arrepio em muitas pessoas. Mas o que fazer quando mudar não é uma opção?

As reformas não precisam ser um bicho de sete cabeças! Com um bom planejamento de obras é possível transformar a sua casa no lar dos sonhos sem perder o sono. No artigo de hoje te ajudamos com as 4 coisas que você deve considerar antes de dar início a uma reforma.

Saiba qual o seu orçamento

Se você é um arquiteto ou já realizou uma obra na sua casa, sabe que é muito fácil os custos de um projeto saírem do controle. Para evitar que isso aconteça, é necessário realizar um planejamento detalhado de obra, o que envolve um orçamento de obras realista para o projeto a ser executado.

Utilizar uma ferramenta tecnológica para fazer o controle orçamentário é uma forma de obter maior controle sobre os recursos investidos, pois é possível fazer o comparativo entre os valores orçados e gastos, além de viabilizar o controle das próximas parcelas em vencimento. Tudo isso permite que seja desenvolvido um Fluxo de Caixa do projeto, e assim é possível fazer um planejamento financeiro mais assertivo. Lembre-se sempre de considerar uma margem de erro nos cálculos, afinal, imprevistos acontecem no canteiro de obras.

Quando é a hora certa para começar uma reforma?

Sabemos que reformas são trabalhosas, tanto para o cliente quanto para o profissional que a executa. Por isso, é importante possuir um canal de comunicação claro entre ambas as partes, garantindo que o processo de tomada de decisão acerca das particularidades do projeto aconteça sem que haja perda de informação, e de forma rápida e eficiente.

Além disso, com um Cronograma de obras bem feito, é possível ter uma estimativa real do tempo de conclusão do projeto, bem como o tempo de execução para cada uma das etapas planejadas de obra. Esse cuidado é especialmente importante se a reforma for realizada com pessoas morando no ambiente, pois tudo implica na rotina dos moradores da casa. 

Por fim, é importante ter em mente que reformas demandam tempo e atenção, por isso é importante ter tempo suficiente disponível para acompanhar aquilo que está sendo feito!

Cuidando do essencial

Na hora de começar a decidir os materiais e insumos a serem utilizados no projeto, é comum optar por investir mais em uma geladeira de última geração, e cortar o preço dos revestimentos, por exemplo. Nesse momento tudo é válido desde que faça sentido para quem está reformando!

A dica aqui é primeiro realizar o orçamento dos itens básicos, que fazem a diferença no conforto e usabilidade do ambiente, – como tomadas, iluminação, passagem de fios, entre outros – antes de partir para itens que são tendência de mercado ou mais luxuosos. Afinal, você pode deixar para comprar aquela geladeira inox mais pra frente!

Escolhendo o profissional correto para o trabalho

Quando for fazer uma reforma, não basta procurar por profissionais que se dizem especializados na área. Um cuidado maior na contratação pode economizar  tempo e dinheiro, e evitar estresse em longo prazo.

Além disso, uma obra malfeita pode ser responsável por uma estrutura ruim e uma reforma que deveria durar vários anos acaba precisando de reparos depois de pouco tempo.  

Para evitar esse tipo de situação, contar com softwares de gestão online é uma ótima saída. Com eles você controla a produtividade da equipe de obras, bem como o desperdício de material no canteiro de obras. Por isso, mesmo que você faça alguma contratação errada, é possível acompanhar o desempenho de cada um dos profissionais durante a obra e julgar se o que eles estão entregando é suficiente para cumprir com o cronograma do projeto.

Um programa de gestão de obras pode prevenir os custos das perdas, diminuir a quantidade de refações e reclamações. Isso só é possível porque o software disponibiliza para todos os integrantes da obra a versão mais recente do projeto, o cronograma e tudo o que deve acontecer nos próximos passos da obra. Assim, qualquer alteração no planejamento e na execução da obra será reportado para todas as pessoas envolvidas.

É um profissional de arquitetura e ainda não possui um software de gestão para te ajudar no controle das etapas de obra? Conheça o VEJA OBRA e teste grátis por 30 dias!