Quando se fala em decoração de interiores, ainda é comum a insegurança na hora de combinar cores e estampas nos estofados, almofadas e outros tecidos que fazem parte da composição de um ambiente. O medo de errar na hora de colocar uma cor junto da outra muitas vezes inibe a vontade de ousar e trazer o próprio estilo para a decoração da casa.

Mas a verdade é que não existe uma “receita” para compor diferentes tecidos em um mesmo ambiente: o importante é trabalhar com o que faz sentido para o espaço disponível e, principalmente, para quem vai conviver nele.

Os tecidos têm um enorme potencial de transformar ambientes, e podem ser grandes aliados do período “pós-obra” – o momento de testar possibilidades para decorar novos espaços. É aqui que entra a criatividade e a mente aberta para misturá-los, e descobrir diferentes propostas de composição.

Sofisticado, descontraído, aconchegante ou excêntrico, são inúmeras as direções que um ambiente pode seguir. O essencial é sempre levar em consideração as expectativas para aquele espaço no dia a dia, antes de pensar em aderir possíveis “normas” pré-determinadas de design.

Liberte-se das regras e confira as nossas dicas para explorar as diversas possibilidades em cores e texturas dos tecidos, seja na hora de montar ou renovar a um ambiente.

Base neutra

O ponto de partida para começar a experimentar cores e estampas de tecidos na decoração pode ser utilizar uma base neutra, ou seja, um ambiente composto de paredes e móveis em branco, cinza ou bege.

Espaços em tons neutros permitem maior liberdade para usar a criatividade ao decorá-los, além de poderem ser transformados e “re-transformados” com facilidade de acordo com as inspirações de quem vai habitá-lo.

Almofadas e mantas, por exemplo, oferecem diversas possibilidades para sofás e poltronas de revestimento neutro. Brincando com cores e texturas, você cria contrastes interessantes que tornam o ambiente mais convidativo e aconchegante.

Imagem retirada do Instagram: @arqexpress

 

Estampas 

Tecidos listrados e xadrez são boas opções para dar mais “movimento” à decoração. Você pode combiná-los com outras estampas, ou trabalhar a mesma cor das listras em outros elementos do ambiente para criar espaços descontraídos.

Os tons metálicos nos sofás, poltronas e almofadas são apostas certas para compor ambientes modernos e luxuosos. Quando combinados à madeira, por exemplo, cria-se um interessante contraste entre o sofisticado e o aconchegante.

Monocromático

Usar tecidos de mesma cor em diferentes estampas é uma maneira simples de compor uma decoração criativa. A mesma cor repetida em diferentes elementos do espaço cria uma unidade de composição interessante e menos complicada de trabalhar – ideal para acalmar aquela insegurança de diversificar as cores no ambiente.

Mix de texturas

Trabalhar com diferentes texturas também é uma possibilidade super interessante para criar contrastes na composição de tecidos. Veludo e algodão, tricô e suede, e estampas em relevo são alguns exemplos para misturar sem medo e ainda dar destaque a elementos que imprimem o seu estilo na decoração.

Crie pontos de cor com estofados “statement”

Escolha um estofado para ficar em destaque e criar um ponto de cor no ambiente. Se você possui um sofá de tom neutro, adicione uma contraposição com uma poltrona de revestimento colorido, por exemplo. A poltrona torna-se aqui o que se chama de peça “statement” – o elemento que se sobressai na decoração pelo contraste com os demais.

O espaço vai ganhar um ar mais “ousado” e moderno, com novas possibilidades para outros objetos decorativos.

Imagem retirada do Instagram: @decormattersapp

 

Colorblocking

Color Block é, basicamente, a criação de “blocos” de diferentes cores na decoração. Mesmo com uma proposta mais descontraída, essa tendência pode deixar um ambiente super moderno e sofisticado.

Você pode criar Color Block com tecidos e revestimentos de estampa colorida e lisa em almofadas, estofados, tapetes, cortinas e o que mais a criatividade mandar.

Imagem retirada do Instagram: @interiors.galore

 

Minimalismo

O minimalismo é um clássico dos ambientes mais sofisticados. Você pode optar por um mix de cores mais sóbrias nos tecidos e revestimentos, como cinza, preto, marrom ou verde-musgo. Assim, criam-se espaços que não precisam ser necessariamente sérios, mas com uma proposta moderna e objetiva de decoração.

Imagem retirada do Instagram: @minimalistroomdecor

 

Tapetes

Transforme o tapete em protagonista do ambiente apostando em cores, padrões e texturas que o coloquem em contraste com os outros tecidos da decoração. É um truque interessante para transformar o espaço sem grandes mudanças ou investimentos no mobiliário, dando destaque a um elemento específico.

Imagem retirada do Instagram: @arqexpress

 

Cortinas e persianas

As janelas também podem ganhar o protagonismo do ambiente quando as cortinas e persianas se destacam entre os demais tecidos da decoração. Estampas ou cores mais intensas são contraposições interessantes para estofados ou almofadas de cores neutras.

São inúmeras e diversas as possibilidades para trabalhar com tecidos na decoração de interiores. É essencial valorizar o enorme potencial dos tecidos ao planejar a composição dos elementos de um ambiente – os resultados podem ser tão poderosos quanto reformas ou trocas de mobiliários.

A inspiração também é fundamental para manter a criatividade em funcionamento, e estar em contato com as tendências é super importante na hora de pensar propostas de decoração. Siga se inspirando com o Veja Obra e confira também as 9 tendências que estão dominando a arquitetura em 2018.