barato sai caro barato sai caro

9 Vezes Que o Barato Sai Caro Em Reformas e Obras

6 minutos para ler

Em qualquer projeto de obra, seja ele grande ou pequeno, a preocupação com o orçamento é uma das principais questões a serem consideradas. Afinal, quem não tem o desejo de economizar? No entanto, é preciso ter em mente que, em algumas situações, o barato sai caro em reformas e obras. 

Para te ajudar com essas armadilhas, no artigo de hoje separamos 9 pontos para não economizar na obra! Boa leitura. 

Quando o barato sai caro 

Sabe-se que o planejamento de obra e a pesquisa de materiais são etapas imprescindíveis quando o assunto é reforma. Não importa se estamos falando de algo estrutural ou apenas sobre materiais de acabamento: é preciso atenção! 

Reformar e construir são decisões financeiras importantes, e por isso possuir um orçamento de obra bem definido é o primeiro passo para garantir que você entregará um projeto que caiba no bolso do cliente. 

Lembre-se que esse orçamento deve incluir não só os custos com materiais e insumos necessários e suas quantidades, mas também custos com mão de obra, aluguel de ferramentas, e claro, os custos pelo seu serviço como arquiteto. 

Se você precisa de ajuda para saber como cobrar pelo seu projeto de arquitetura, então você precisa ler este artigo

É comum que, nessa etapa do processo, o cliente se assuste com a complexidade financeira da obra e queira começar a cortar custos. Isso é totalmente válido (e normal), mas é preciso cuidado! 

Muitas vezes o que parece ser uma boa economia no orçamento, pode acabar se transformando em custos extras e problemas futuros para o seu cliente. 

A seguir você confere as nossas dicas para evitar cair nessas armadilhas:

1. Economia no projeto

Esse erro é o primeiro da lista pois economias no projeto podem acabar custando caro para o cliente e para a sua reputação como profissional.

Projetos que são realizados sem detalhamento tendem a causar confusão no canteiro de obras e, consequentemente, elevam o custo do projeto para o cliente. 

Por isso é importante ter a consciência de que o projeto executivo não é apenas um conjunto de desenhos bonitos, mas também um documento essencial para garantir que os seus colaboradores de obra serão capazes de executar tudo aquilo que foi planejado da forma correta. 

2. Projeto detalhado não estoura orçamento

Ao mesmo tempo, contar com um projeto executivo bem feito ajuda também na etapa de planejamento da obra, colocando todos os custos necessários na ponta do lápis. 

Além disso, quando sabemos exatamente qual o resultado no qual queremos chegar, fica mais fácil identificar quais os profissionais necessários para a execução do projeto, bem como as atividades que deverão ser realizadas por eles. 

3. Evite Retrabalhos

Refazer sai sempre mais caro! Por isso, não economize tempo na etapa de planejamento da obra e nem na qualidade dos materiais escolhidos. 

O custo de retrabalhos envolve não só o desperdício dos materiais, mas também os custos extras com mão de obra e claro, atrasos no cronograma da obra. 

4. Fuja do faz-tudo

Contar com mão-de-obra especializada é sempre a melhor opção! Isso por que, como já possuem experiência, conseguem prever com maior assertividade não só o tempo necessário para a execução do serviço, mas também quais os materiais necessários e suas quantidades. 

Um profissional sem experiência “faz-tudo” é um dos maiores exemplos de como o barato sai caro em reformas. Por isso, atenção na hora de contratar os seus colaboradores de obra para não comprometer a qualidade da obra entregue! 

5. Não atropele o cronograma de obras

Antes de colocar a mão na massa, é preciso ter um cronograma de obras detalhado em mãos. Isso engloba não só as atividades e os profissionais necessários para executar cada uma delas, mas também um sequenciamento lógico para as atividades de obra.

Atropelar a sequência dos serviços certamente irá resultar em retrabalhos e custos extras. Por isso, por maior que seja a pressão do cliente, evite! 

6. Lista de Insumos

A escolha dos materiais de obra é certamente responsável por grande parte das situações nas quais o barato sai caso em reformas e obras. 

Na hora de consolidar a lista de produtos, é comum que o cliente queira economizar na escolha dos materiais, o que pode ser um verdadeiro problema. O seu papel como profissional é instruir o cliente dos malefícios que isso pode gerar no futuro.

Não vale a pena pagar barato por produtos que não tenham certificação ou selos de garantia de desempenho, qualidade e durabilidade. Essa máxima é especialmente verdadeira para algumas categorias de produto, como é o caso dos materiais estruturais e de acabamento. 

7. Revestimentos 

É claro que o uso dos revestimentos pode ser o toque final no visual de um ambiente. No entanto, não podemos esquecer que a aplicação de revestimentos nas paredes e no chão é muito mais do que uma questão estética, mas também fator essencial para a segurança da edificação.

Em ambientes úmidos, o ideal é optar pelo uso de revestimentos e não pelo o uso de tintas. Isso por que a duração da tinta é curta em ambientes úmidos, o que torna necessário uma nova pintura a curto prazo. E isso, é claro, gera custos!

Já os revestimentos, ainda que sejam mais caros, possuem uma durabilidade maior! 

8. Metais sanitários e iluminação 

Opte por aqueles metais que controlam o fluxo de água, ainda que sejam a opção mais cara. Isso ajuda o cliente a controlar os gastos com conta de água no futuro.

O mesmo vale para a escolha das lâmpadas utilizadas no projeto de iluminação. Prefira as lâmpadas de LED, elas também ajudam na economia com a conta de luz! 

9. Tecnologia na Gestão de Obras

Se você chegou até aqui, então certamente percebeu que é possível evitar essas situações nas quais o barato sai caro por meio de processos bem definidos de gestão de obras. 

Sabemos que a quantidade de variáveis a serem consideradas em uma obra são muitas, e que é de fundamental importância que todos os envolvidos no projeto tenham acesso às mesmas informações. 

Por isso, contar com o apoio de softwares de gestão de obras é uma forma prática e assertiva de garantir que a obra será entregue dentro dos prazos e limites estipulados pelo cliente. 

Acesse o www.vejaobra.com.br e teste a nossa solução tecnológica gratuitamente por 30 dias! 







Posts relacionados

Deixe um comentário